Vertical-01.png

DICAS DE ESTILO DE VIDA PARA POPULAÇÕES COM MAIOR PROBABILIDADE DE SOFRER DE NEUROPATIAS


Precisa de uma lista de bons hábitos? Pode ficar surpreendido com o impacto que uma mudança de estilo de vida pode ter na sua rotina diária, do trabalho ao lazer. Pode fazer uma grande diferença na sua vida, cuidando de si e das suas células nervosas.

 

Isto aplica-se especialmente a quem tem maior probabilidade de desenvolver neuropatias, tais como diabéticos, idosos, fumadores, alcoólicos e pessoas com deficiências nutricionais.

 

Embora não seja possível prever o desenvolvimento de neuropatias, como a neuropatia periférica, devemos tentar manter a saúde e a saúde das células nervosas ao melhor nível, com um estilo de vida simples.

 

Quer pertença a um dos grupos de risco ou não, a melhor forma de manter as células nervosas saudáveis é controlando o desenvolvimento de qualquer condição relacionada com neuropatias:

 

 

 

 

Siga os conselhos do seu médico relativamente à dieta, exercício físico ou antes de começar qualquer regime de suplementação ou medicação.

Siga dicas de dieta úteis para as suas células nervosas

 

Uma boa nutrição é o primeiro passo para manter o nível correto de vitaminas essenciais. Também permite manter o nível de vitaminas B neurotróficas, fundamentais para manter a saúde das células nervosas. Claro que se sofrer de uma doença subjacente que possa afetar a saúde das células nervosas, uma nutrição correta não será suficiente.

 

No entanto, a dieta recomendada para um sistema nervoso saudável não é mais do que uma dieta equilibrada: quer sofra de uma doença ou não, uma dieta saudável rica em fruta, vegetais, cereais integrais e fontes de proteínas magras pode ajudar a manter as suas células nervosas saudáveis. Para fazer uma suplementação adicional de vitaminas, fale com o seu médico.

Inclua uma variedade de alimentos proteicos, como peixe e marisco, carnes magras e aves, ovos, legumes (grãos e ervilhas), frutos de casca rija, sementes,... A ingestão de carne, peixe, ovos e produtos lácteos com baixo teor de gordura pode ajudar a prevenir a deficiência de vitamina B12.

Limite os açúcares adicionados, o sódio, os óleos de palma e de coco, as natas, a manteiga e todos os outros alimentos processados que os tenham na sua composição (bolachas, doces, bolos, biscoitos, barras de cereais, batatas fritas, snacks e fritos). Por exemplo, opte por bebidas sem açúcar adicionado e prepare refeições com baixo teor de gordura.

Distribua as suas refeições ao longo do dia, saltar refeições e comer demasiado nas seguintes pode fazer o nível de açúcar no sangue descer bastante e depois subir também rapidamente. Se for diabético, siga os conselhos dietéticos definidos pelo seu médico ou nutricionista.

Opte por cereais integrais e evite cereais refinados. Tente substituir os cereais refinados (arroz branco, pão branco, massa branca) por cereais integrais, incluindo: arroz e massa integrais e também leguminosas e batatas. Os cereais integrais são fontes importantes de fibra e vitaminas B, essenciais para a sua dieta e muito boas para os seus nervos. Os cereais refinados podem dificultar a regulação do nível de açúcar no sangue, o que tem especial importância se for diabético. A diabetes é um fator de risco para o desenvolvimento de neuropatias.

Adquira o hábito de ler os rótulos das embalagens dos alimentos, para saber qual o valor nutricional. Os rótulos dos alimentos fornecem informações nutricionais úteis.

Por último, mas não menos importante, lembre-se de relaxar e desfrutar das refeições.  

Dessa forma, terá menos probabilidade de comer em excesso devido ao stress e conseguirá saborear melhor os alimentos. Sentir-se-á bem, contribuindo para a sua saúde, e as suas células nervosas irão agradecer-lhe.

ARTIGOS RECOMENDADOS