Bons hábitos
Pessoas com desconforto nervoso aproveitando a vida ao máximo

Bons hábitos para viver melhor com alterações das células nervosas


Se sofre de algum tipo de desconforto neurológico que causa sensações desagradáveis, como perda de sensibilidade e formigueiro, o seu
dia-a-dia pode ser difícil. Adotar um estilo de vida saudável pode ajudá-lo a sentir-se melhor e a gerir o seu quotidiano.

 

Antes de mais, conheça estes desconfortos ou sintomas relacionados com os nervos, denominados sintomas "neuropáticos": é importante reconhecer os possíveis sintomas de lesões nervosas precocemente, pois as medidas preventivas e de tratamento devem ser iniciadas o mais cedo possível.

 

Melhorar a sua qualidade de vida quando sofre destes tipos de desconforto neurológico requer que controle as situações que causam neuropatia.

É indispensável que a causa seja inteiramente identificada pelo seu médico. Consoante a causa, este processo pode envolver, por exemplo, o controlo dos seus níveis de açúcar no sangue (no caso de ser diabético ou de estar em risco de desenvolver diabetes) e a limitação da ingestão de bebidas alcoólicas. O álcool é tóxico para os nervos, além de poder conduzir a deficiência de vitaminas essenciais.

 

Corrigir desequilíbrios nutricionais mediante a toma de suplementos vitamínicos e a alteração da sua dieta também pode ser uma boa ajuda. Incluir fruta, vegetais, cereais integrais e fontes proteicas magras na sua dieta é especialmente importante para garantir um aporte correto de vitaminas e minerais essenciais. A suplementação com vitaminas B neurotróficas demonstrou ajudar a manter a função neurológica saudável. 

 

Se não for possível resolver o problema subjacente, os hábitos de estilo de vida que a seguir se apresentam são benéficos e podem ajudá-lo a viver bem melhor com sintomas neurológicos.

Pessoas com diabetes auto-verificando seus pés

Faça exames diários aos seus próprios pés..

 

A neuropatia periférica causa frequentemente dormência ou uma capacidade diminuída para sentir dor, especialmente nos pés. Por isso, é importante que as pessoas com neuropatia — especialmente neuropatia diabética — examinem meticulosamente os seus pés diariamente, procurando sinais de cortes, bolhas ou calosidades na parte de cima, sola e entre os dedos. Porquê examinar? Devido à dormência, pode não sentir pequenas lesões e estas poderão desenvolver-se e ficar infetadas sem que se aperceba. Se não conseguir ver a sola dos pés com facilidade, utilize um espelho ou peça a alguém que o ajude. Nunca ignore qualquer problema que encontre e, se este demorar a curar-se, consulte imediatamente um médico.

 

Não se esqueça: usar calçado almofadado ou ortopédico com meias de algodão suaves, sem estarem apertadas, pode ajudar a reduzir a probabilidade de desenvolver feridas nos pés. Andar descalço pode ser arriscado, pois propicia lesões, especialmente quando a sensibilidade nos pés está diminuída. Por isso, tenha cuidado ao andar descalço!

Faça refeições regulares para prevenir a hipoglicemia

Normalmente, se o seu nível de açúcar ficar demasiado baixo (hipoglicémia), terá sintomas, como suores e tremores. A melhor forma de prevenir a hipoglicémia é fazer refeições mais ligeiras com maior frequência e não saltar refeições.

 
Homem indiano sempre trabalhando na mesma posição

Se está a exercer muita pressão em determinados nervos, como colocar um cotovelo em cima da mesa. Os nervos danificados podem sofrer lesões mais facilmente quando sofrem pressão.

Mulher massaja pés e perna para melhorar a sua circulação

A massagem pode melhorar a circulação em áreas problemáticas associadas à neuropatia, como os pés e as pernas, e fá-lo sentir-se melhor.

Mulher idosa realizando uma atividade de relaxamento para uma vida melhor

Por vezes, as pessoas com neuropatia também sofrem de ansiedade e depressão, o que pode fazer com que os sintomas pareçam piores, especialmente a dor neuropática. Se sentir estes sintomas, fale com o seu médico. Ele poderá sugerir medicação, assim como técnicas de relaxamento: exercícios de respiração, meditação, massagens e ioga.

Mulheres asiáticas correndo para melhorar a massa muscular e a força

Exercício físico regular, como caminhar, pode melhorar a força muscular, reduzir as cãibras, ajudar a manter a massa muscular e a controlar os níveis de glicose no sangue. Ioga, natação e tai chi também podem ajudá-lo a melhorar a sua saúde e a sentir-se bem. Certifique-se de que escolhe um fisioterapeuta de confiança e com experiência em neuropatia (diabética ou outra), para o ajudar com os métodos de fisioterapia. Lembre-se, também, de que a fisioterapia pode aliviar o desconforto físico em geral e aquele relacionado com as lesões nervosas, mas não pode curá-lo. O exercício físico também melhora o seu humor e alivia o stress, permitindo-lhe lidar melhor com o desconforto. Então, por que espera?

Todas as informações devem ser consideradas apenas a título educativo, não se destinando a substituir o aconselhamento médico ou tratamento prescrito por um médico qualificado. Fale com o seu médico, caso tenha alguma preocupação.

ARTIGOS RECOMENDADOS
Sintomas de neuropatia
OUVIR
Falar sobre diagnóstico precoce da doença neurológica
APRENDER
Pessoa com bom estilo de vida para a saúde das células nervosas
CUIDE